‘Por que Queiroz depositou na conta de Michelle?’, também pergunta o NYT

A pergunta que os brasileiros fazem, nos últimos dias, quanto aos depósitos do ex-assessor Fabrício Queiroz na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, ecoou no NYT, que publicou neste sábado uma página inteira sobre o escândalo de corrupção da chamada ‘rachadinha’

rachadinha
Bolsonaro e Michelle ilustram a matéria de página inteira do NYT, sobre o escândalo da ‘rachadinha’

O diário norte-americano The New York Times (NYT) estampou, neste sábado, uma reportagem de página inteira referente ao escândalo de corrupção da chamada ‘rachadinha’ — esquema de desvio de parte dos salários de servidores públicos para pagamento das despesas pessoais do clã Bolsonaro — e repete a pergunta que o Brasil inteiro faz, ao longo dos últimos dias, sobre o pagamento de R$ 89 mil nas contas da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), estava visitando uma catedral na capital nos últimos dias quando um repórter fez uma pergunta: Presidente, por que sua esposa recebeu US$ 16.000 de um ex-assessor sob investigação de corrupção?

Repórteres

“A resposta foi agressiva, mesmo para um presidente conhecido por expressar sua raiva a jornalistas e críticos. ´O que eu gostaria de fazer´ , disse Bolsonaro ao repórter, ´é encher sua boca de porrada´”, relatam os repórteres Ernesto Londoño, Manuela Andreoni e Letícia Casado.

Ainda na atual edição, o NYT lembra que, “em seus dois anos de mandato, quando Bolsonaro e seu círculo íntimo, incluindo seus filhos, foram envolvidos em um número crescente de investigações criminais e legislativas, ele atacou repórteres, investigadores e até mesmo membros de seu próprio gabinete que ousaram ir contra ele”.

“Os brasileiros estão fazendo uma pergunta que pode ameaçar o futuro político do presidente Jair Bolsonaro: por que sua esposa e filho receberam pagamentos de um homem sob investigação por corrupção?”, conclui. (Com CdB)

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!