O “E dai!”, que todos sabíamos

A frase de Bolsonaro, “e daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre​”, provocou revolta em todo Brasil, não só do povo que vem sofrendo com a falta de políticas públicas para enfrentar o novo coronavírus, mas também de políticos  de diversas matizes políticas, como João Doria, governador de São Paulo, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, Flávio Dino, governador do Maranhão e diversos outros.

O “E daí?” do presidente Jair Bolsonaro não foi a primeira reação de desdém pelas mortes de brasileiros pelo Covi-19. Há nove dias, quando questionado sobre o aumento de óbitos pela Covid-19, Bolsonaro disse que não é coveiro. Foi mais uma entre muitas declarações que demonstram que desde o começo da pandemia ele minimizou ou subestimou o perigo que o vírus representa, assim como o idiota do norte, Trump.

Veja vídeo de Bolsonaro e a troca de acusações com Doria:

A sua falta de humanidade não causa espanto para quem acompanhou a sua trajetória política e muita gente sabia que estava votando em um psicopata! Esperar o quê, de um sujeito que pretendia colocar bombas em quarteis, apoiar torturadores, fazer ameaças de contra deputada e etc.

A sua especialidade como ele mesmo afirma era matar e não cuidar de vidas, veja vídeo:

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =