Que segredos o oxigênio contém?

fotos
Foto: hekimtap.az

Que segredos o oxigênio contém?

O fator limitante da viagem no tempo.

Hoje, o oxigênio compõe cerca de 21% do nosso ar, mas praticamente inexistente na atmosfera primitiva da Terra. Logo após o início da fotossíntese, há  2,4 bilhões de anos atrás, o nível de oxigênio estava entre 1 à 2% – se você respirasse esse ar, você morreria quase imediatamente.

Entre 850 e 600 milhões de anos atrás, a concentração de oxigênio aumentou de forma constante de 2 para 10%: no entanto, isso ainda não era suficiente para a sobrevivência humana. Avançando para 400 milhões de anos atrás,  você poderia respirar, mas você com certeza ficaria tonto, e a sua mente ainda seria confundida com 16% de oxigênio. Cerca de 300 milhões de anos atrás, o nível de oxigênio atingiu um nível amigável de 19% e, desde então, tem mantido desse valor apesar de acontecer variações esporádicas.

Como a terra mantém um nível constante de oxigênio?

O aquecimento global e a mudança climática representam um sério problema em manter o oxigênio na atmosfera da Terra em um nível constante.

O nível de oxigênio em nosso planeta não é mantido no mesmo nível. Nos últimos 500 milhões de anos, o nível de oxigênio no planeta mudou muito. No período carbonífero, de 350 a  299 milhões de anos atrás, esse número era de 35%; À medida que o clima arrefecia e as plantas terrestres desapareciam, no início do Triássico o teor de oxigênio caiu para 12%. Então o ar ao nível do mar seria mais rarefeito do que hoje no topo dos Alpes.

A queima de combustíveis fósseis levou a uma ligeira diminuição nos níveis de oxigênio – cerca de 0,057% nos últimos 30 anos. A destruição das florestas tem apenas um pequeno efeito, porque quando a floresta é cortada, outras plantas geralmente são cultivadas em seu lugar. Mas é o plâncton marinho, e não as árvores, que produzem cerca de 70% do oxigênio atmosférico. O aquecimento global terá um efeito significativo sobre o plâncton, que é uma ameaça muito mais séria aos níveis de oxigênio.

Há mais oxigênio no ar no verão?

Ignorando a terrível alergia ao pólen, podemos ser gratos pelo aumento nos níveis de oxigênio, graças ao qual podemos respirar um pouco mais facilmente no verão?

Em 1992, uma pesquisa feita por cientistas do Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas dos EUA, em Boulder, Colorado, mostrou que os níveis de oxigênio aumentam e diminuem com as estações do ano, com um pico nos meses de verão.

O aumento da liberação de oxigênio pelas plantas é parte da explicação, juntamente com as mudanças na solubilidade do oxigênio, porque os mares são quentes e frios dependendo da região. No entanto, essas alterações são pequenas demais para serem percebidas.

Do  Ecosever

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!