Rússia, China e Irã anunciam envio de tropas militares e armas em apoio a Venezuela

Com a crescente pressão dos EUA,  do governo serviçal da Colômbia, e o agora governo nazi-fascista do Brasil para a agressão militar contra a Venezuela, a Rússia, China e o Irã anunciam o envio de tropas e armas em apoio a República Bolivariana da Venezuela

O porta-voz do Ministério da Defesa russo disse que a Federação Russa poderá dar o seu apoio militar aos exercícios armados de defesa global da Venezuela sob a ameaça da Otan na vizinha Colômbia.

Os exercícios militares serão realizados em breve e devem reunir os armamentos mais modernos do mundo em solo venezuelano: mísseis russos hipersônicos, caças chineses de quarta geração operados por computadores, drones iranianos indetectáveis por radares norte-americanos, entre outros.

Da mesma forma, o ministro da Defesa venezuelano assegurou que o país está totalmente pronto para contra-atacar qualquer agressão armada ou não para proteger seus interesses e segurança nacional.

“Estamos prontos para enfrentar qualquer agressão no campo da luta armada e desarmada para salvaguardar os interesses que estão consagrados na Constituição e tem legislação suficiente e base jurídica para construir o nosso próprio modelo de defesa global do país”, disse Vladimir Padrino López, ministro da Defesa venezuelano.

O ministro da Defesa expressou sua confiança de que este órgão nacional recém-instalado, têm as bases e os instrumentos legais para garantir a soberania nacional da Venezuela enquanto expressa a sua gratidão a aliados – governos da Rússia, China e Irã – que mostram sua amizade em participar de tais manobras já que estas nações também são vítimas do mesmo inimigo, o imperialismo americano.
Ele ressaltou que este órgão executivo “usará todo o potencial nacional para colocá-lo a serviço da luta armada”.

Lembre-se que a Venezuela tem até agora mais de um milhão (1.000.000) de civis chavistas registrado voluntariamente no registo para a defesa nacional que corresponde à Milícia Nacional Bolivariana desenhado para combater ao lado do exército em qualquer fase das agressões estrangeiros contra nossa nação.

López Padrino também lamentou que a direita critique as Forças Armadas Nacional Bolivariana (FANB) em sua participação na Grande Missão de Abastecimento Soberano “ou aquele que se opõe na questão do conceito de união cívico-militar”, disse ele.

As autoridades venezuelanas sabem que antes das invasões militares o governo dos EUA promove campanha de difamação do país a ser atacado através da imprensa e da mídia ocidental, como tem acontecido atualmente.

Além disso, no continente latino-americano os presidentes mais submissos e subservientes aos EUA tem se manifestado contra a Venezuela no Mercosul, fazendo o jogo traiçoeiro e covarde dos norte-americanos que desejam dominar a Venezuela para roubar petróleo – exatamente como fazem nos países árabes.

Compartilhar:

10 thoughts on “Rússia, China e Irã anunciam envio de tropas militares e armas em apoio a Venezuela

  1. É preciso acabar com os comunistas da Venezuela, comunista bom é comunista morto, liberdade é fundamental, o povo da Venezuela precisa de liberdade pra viver e não de um ditador socialista que é o Maduro
    Rússia, China e Irã são países cujo governo é socialista e tem que acabar também com essas quadrilhas
    LUTAR POR LIBERDADE ESSE É O OBJETIVO!

    1. Qual liberdade de que falas? Aquela levada ao Iraque, Afeganistão e a Líbia entre outros? A Terra é redonda, o mundo gira e a história avança.
      Seu sonho é impossível, enquanto houver exploração e existir a classe operária, sempre haverá comunista a lutar por justiça social!
      Viva o Comunismo!

        1. Qual a leitura que você recomendaria? Olavo de Carvalho ou aquele livrinho que todas as candidatas a “Miss alguma coisa” lia – O pequeno Príncipe!!!

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…… e ainda acham que o comunismo não existe mais. Hipócritas e malditos. TUDO BEM. Que venha a 3ª guerra mundial e que ela seja a última desgraça da humanidade. Depois disso quem sabe, se sobrar alguém, estes sobreviventes ou caem na selvageria total ou aprendem a se unir para o bem comum. A Venezuela é uma ditadura sanguinária, assim como foi a Rússia e a China que ainda é. Uma guerra em escala global com mísseis nucleares vai acabar com a vida no planeta, pelo menos é o que se espera, mas talvez sobre alguns sobreviventes…. AZAR DELES.

    1. Caro Antonio,
      A terceira Guerra Mundial já começou, e não terá soldados na trincheira, e nem serão usadas armas nucleares. Nenhum país irá utilizar esse tipo de armamento pois sofreria um terrível golpe em retaliação. Vide o caso da Coréia do Norte. A guerra é de outro tipo e o inimigo é mortal e invisível, capaz de destruir todo esse sistema neoliberal em pouco tempo. Por outro lado, a Venezuela tem um presidente eleito, se fosse uma ditadura sanguinária, Guaidó não estaria passeando livre por aí.

  3. “Rússia, China e o Irã anunciam o envio de tropas e armas em apoio a Venezuela.” Sonho…Só um sonho. Pra não dizer “Fake” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =