Rússia recebe pedidos de mais de 20 países para 1 bilhão de doses da vacina contra COVID-19

Testes clínicos da vacina russa contra COVID-19 serão feitos em breve nos Emirados Árabes Unidos, na Arábia Saudita e nas Filipinas, enquanto Cuba deverá começar a produzir o medicamento em novembro.

vacina

Ao todo, a Rússia já fechou acordo da produção da vacina Sputnik V com pelo menos cinco países, o que capacitará a fabricação de 500 milhões de doses em um ano.

Enquanto isso, o Ministério da Saúde da Rússia registrou nesta terça-feira (11) a primeira vacina no mundo de profilaxia contra a doença.

A vacina, chamada Sputnik V, foi desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei em conjunto com o Fundo de Investimento Direto da Rússia (RFPI, na sigla em russo).

A produção da vacina se dará tanto no Centro Gamalei quanto na fábrica Binnofarm.

“Nós investimos quatro bilhões de rublos [cerca de R$ 300 milhões] na produção da vacina na Rússia”, declarou à Sputnik Kirill Dmitriev, diretor-geral do RFPI.

A primeira vacina registrada no mundo contra a Covid-19

Nesta terça-feira (11), o presidente Vladimir Putin anunciou o registro da primeira vacina russa contra a COVID-19.

“Tanto quanto sei, nesta manhã foi registada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra a COVID-19”, disse ele em reunião com membros do governo.

O presidente russo pediu ao ministro da Saúde, Mikhail Murashko, que informasse todos os detalhes.

“Sei que ela age de forma bastante eficaz, formando uma imunidade estável e, volto a dizer, passou em todos os testes necessários”, afirmou Putin.

Putin também agradeceu a todos os que trabalharam na primeira vacina a ser criada contra a COVID-19, descrevendo-a como “um passo muito importante para o mundo”.(…)

Fonte: Sputnik

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 3 =