Segunda onda do coronavirus: restrições crescem na Europa

segunda onda
O proprietário de um bar fecha antes do toque de recolher em toda a cidade, das 21h às 6h, em 17 de outubro em Paris, França. Foto: Kiran Ridley / Getty Images

As ruas da sempre movimentada Paris e de outras oito cidades francesas estavam “desertas” no sábado, quando um toque de recolher noturno de quatro semanas entrou em vigor para combater o aumento dos casos de coronavírus, de acordo com a BBC .

As restrições estão voltando em toda a Europa à medida que os casos aumentam. Embora os governos estejam evitando bloqueios em todo o país, alguns impuseram bloqueios regionais.

coronavírus
Gante, na Bélgica, no dia 17 de outubro, onde restaurantes e bares fecharam às 23h, entre outras providências . O primeiro-ministro Alexander De Croo disse que esses locais devem fechar por um mês a partir de 19 de outubro. Foto: Jonathan Raa / NurPhoto via Getty Images
coronavírus
Um parque em 16 de outubro de 2020 em Barcelona, ​​Catalunha, conforme novas restrições entram em vigor. Restaurantes e bares que não oferecem delivery devem fechar por 15 dias e as áreas de recreação infantil fecham às 20 horas, entre outras providências . Madrid está entre as outras regiões espanholas sujeitas a restrições, incluindo o encerramento de discotecas . Foto: David Zorrakino / Europa Press via Getty Images

Fonte: Axios

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =