Túmulo de Karl Marx volta a ser atacado

Gestores da conta @HighgateCemeter classificaram o ato de “insensato”, “estúpido” e “ignorante”

fotos

O túmulo do filósofo e sociólogo alemão Karl Marx (1818-1883) no cemitério de Highgate, no norte de Londres, foi atacado novamente.
Após duas semanas do primeiro ato de vandalismo, a lápide de Marx foi pichada com as frases “Doutrinas do ódio” e “Arquiteto do genocídio”, segundo informou no sábado a organização Amigos do Cemitério de Highgate.

No dia 4 deste mês, o monumento foi avariado após ser atacado com um martelo por indivíduos não identificados.

O cemitério de Highgate é muito visitado por turistas de todo o mundo e é um dos mais famosos do Reino Unido.

“É o maior destaque do cemitério. É uma pena. A tinta vermelha desaparecerá, eu suponho, mas ver este nível de dano e acontecer duas vezes não é bom. Não sei dizer quem ou por que alguém fez isso, mas está claro que é alguém muito crítico em relação a Marx e essa parte da história. Estou surpreso que alguém em 2019 sinta a necessidade de fazer algo assim”, afirmou Maxwell Blowfield, que trabalha na assessoria de imprensa do Museu Britânico, segundo a agência EFE.

Até o momento, a polícia não deteve nenhum suspeito pela ação.

“Os vândalos voltaram ao memorial de Marx no cemitério de Highgate”, escreveram na rede social os gestores da conta @HighgateCemeter. “Insensato. Estúpido. Ignorante. Pense o que quiser sobre o legado de Marx, mas não é esta a forma de impor seu ponto de vista”, acrescentaram, ao lado de fotos mostrando os danos ao monumento.

Karl Marx viveu em Londres a partir de 1849 e morou na capital britânica até sua morte, em 1883.

Do Opera Mundi

Related Posts
Aniversário de Lênin
fotos

Na atual pseudoinformação e pseudoeducação em massa, em que qualquer conhecimento é sempre parcial, eclético e, portanto, completamente inútil, o [...]

O que a ciência brasileira perdeu com a repressão durante a ditadura?
fotos

Professores e pesquisadores sofreram prisões, demissões, aposentadorias, censura de publicações, cancelamento de bolsas e de contratações

Militarização e violência revelam uma “transição inacabada” no Brasil, diz pesquisado
fotos

A história mostra que a parceria entre militares e Centrão triunfa na política. Há quem não saiba que em plena [...]

Torturas e listas sujas: como a Mannesmann aliou-se à ditadura para reprimir trabalhadores
fotos

“As fábricas foram ocupadas pela polícia da ditadura e aqui na Mannesmann houve tiros, emboscada e bombas, na madrugada de [...]

Abuso sexual, tortura e demissões arbitrárias, o papel da Belgo-Mineira na ditadura
fotos

João Monlevade era o nome do dono de uma fazenda na cidade de Rio Piracicaba, Minas Gerais, localizada a 115 [...]

Os registros inéditos do SNI que espionou mais de 300 mil brasileiros na ditadura
fotos

Nos primeiros dias de março de 1985, pouco antes de José Sarney assumir a Presidência da República, o temido Serviço [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!