Vacina contra Covid-19 estará disponível para todos norte-americanos somente em meados de 2021

azar
Secretário de Saúde e Serviços Humanos, Alex Azar

Os norte-americanos poderá receber a vacina contra o coronavírus até o segundo trimestre de 2021, disse o secretário de Saúde e Serviços Humanos, Alex Azar, em uma entrevista para “Axios on HBO”.

À medida que os casos, hospitalizações e mortes continuam aumentando, a vacina parece ser a única chance que os EUA terão de deter esta pandemia.

  • “Minha expectativa é que no próximo ano voltemos à normalidade em nossas vidas graças ao incrível trabalho da Operação Warp Speed ​​e dessas vacinas, bem como da terapêutica”, disse Azar.

Porém, a realidade é diametralmente oposta. Para cumprir o cronograma de 2021 muita coisa terá que dar certo, mas aparentemente segundo os especialistas consideram pouco realista na melhor das hipóteses.

  • Uma vacina ainda nem foi autorizada pela Food and Drug Administration, mas presumindo que isso aconteça em breve, distribuí-la pelos Estados Unidos e pelo mundo será um empreendimento logístico sem precedentes.
  • As duas vacinas mais eficazes, da Pfizer e Moderna, requerem duas vacinas – o que significa que precisam produzir e distribuir cerca de 760 milhões de doses, apenas nos Estados Unidos e nos próximos seis meses, para que cada americano seja vacinado pelo final do segundo trimestre.

Azar disse que é “minha esperança” que os estádios de futebol estejam lotados no próximo outono.

  • Ele também rejeitou a premissa de que a resposta ao coronavírus do governo Trump foi um desastre.
  • “Nós salvamos centenas de milhares, senão milhões de vidas”, disse ele, citando as primeiras ações do governo, que desde então foram suspensas conforme os casos dispararam e as mortes continuaram a subir.
  • A contagem de mortes nos EUA agora é superior a 280.000.

Fonte: Axios

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 13 =