Vaquinha de Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro, é uma fraude

A justificativa do pedido de socorro de Olavo de Carvalho, guru de Jair Bolsonaro, é uma fraude.

A dívida pode até existir.

Mas as razões não estão claras.

Começa com a posição de vítima para sensibilizar os doadores: “acossados por uma rede internacional de caluniadores e difamadores, recebemos ainda uma cobrança monstruosa de despesas médicas e impostos”.

O que tem a ver a “rede internacional de caluniadores” com as dívidas?

Eles influenciaram o governo americano a cobrar impostos atrasados do filósofo?

Ou será que, em todos esses anos morando lá, não pagou impostos?

Ou seja, sonegou?

Ele que sabe de tudo, capaz de detonar Einstein, Giordano Bruno, Darwin, Stephen Hawking, não sabe que o cidadão de um país tem de pagar impostos?

E qual a relação dos “caluniadores” com as dívidas médicas?

Ele se tratou e não sabia o valor?

Sabia mas fez o tratamento mesmo assim?

Um jornalista do Estadão tentou entrevistar Olavo de Carvalho.

Mas o filósofo preferiu o ataque.

Um tal de Gregory, do Estadão, pediu entrevista sobre as dívidas. Respondi-lhe o seguinte:

Vagabundo intrometido. Minhas aulas você não quer acompanhar,mas qualquer dificuldade financeira minha deixa gente como você sexualmente excitada. Vá à merda. NUNCA MAIS direi uma palavra a qualquer órgão dessa mídia brasileira criminosa. Olavo de Carvalho.

Há mais um detalhe: ele já mora nos Estados Unidos há muitos anos.

E mesmo assim não tem uma conta bancária no país?

Basta ver que ele só apresenta a conta de sua mulher, Roxane.

Do Catraca Livre por Gilberto Dimenstein

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − treze =