A longa caminhada da vergonha do Batalhão Azov vista através de um drone

Chega novas imagens do momento da saída dos militantes do Batalhão Azov que se renderam na Siderúrgica de Azovstal entre eles mais de 50 feridos de vários graus de gravidade.  Antes eles tiveram que desminar toda aquela estrada para poder usá-la, minas que foram colocadas por eles mesmos, e agora ter que carregar os feridos por todo esse caminho, quem sabe quantos mortos estão lá….

Estas caminhada faz lembrar a marcha dos prisioneiros nazistas no dia 17 de julho de 1944 em Moscou. É a história que se repete!

Compartilhar:

3 thoughts on “A longa caminhada da vergonha do Batalhão Azov vista através de um drone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!