A resposta imprudente da Casa Branca à pandemia

A Casa Branca – apesar de seu acesso infinito aos melhores recursos disponíveis – continua a responder ao seu próprio surto de coronavírus da forma mais imprudente possível

casa negra

Essa resposta malfeita prejudicou a saúde do presidente e de sua equipe e deu um péssimo exemplo em um país que já fez um péssimo trabalho de combate ao vírus.

Para turbinar notícias pensando nas eleições, o presidente Trump deixou Walter Reed ontem para retornar à Casa Branca, mas as autoridades médicas não disseram que ele já passou do ponto de ser contagioso.

  • Isso foi cerca de 24 horas depois que Trump deixou sua cama de hospital – e isolamento – para dirigir um carro para acenar para seus apoiadores, colocando os agentes do Serviço Secreto no carro com ele em risco.
  • A secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, se tornou a mais recente autoridade a testar positivo para o vírus ontem – um dia depois de ela estar sem máscara com repórteres.
  • O vice-presidente Mike Pence, que tem estado perto de vários funcionários que desde então testaram positivo para o vírus, ainda está viajando em campanha. O teste de Pence deu negativo para o vírus ontem de manhã.

A Casa Branca está fazendo apenas um rastreamento mínimo de contato e não procurou ajuda dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, de acordo com o NYT .

  • A organização decidiu não rastrear os contatos dos participantes do evento Rose Garden do último fim de semana, comemorando a nomeação de Amy Coney Barrett para a Suprema Corte. Desde então, pelo menos oito pessoas que compareceram ao evento tiveram resultados positivos.
  • Em vez disso, está optando por notificar apenas os contatos de Trump nos dois dias anteriores ao diagnóstico – uma lista extensa.

Mas apesar do contagio e todos os transtornos e contratempos, Trump continua com as mesmas bravatas, ao dizer: “Não tenha medo de Covid. Não deixe que isso domine sua vida. Desenvolvemos, sob a administração Trump, algumas drogas e conhecimentos realmente excelentes. Sinto-me melhor do que há 20 anos! ” Trump tweetou ontem à tarde.

O que está sendo notado é que os funcionários das residências da Casa Branca – muitos dos quais são pessoas de cor ou idosos – já estão arcando com o fardo desse desleixo, e podem continuar, como aponta o Washington Post .

  • Dois membros do departamento de limpeza já deram positivo, de acordo com New York Times .

A conclusão que se tira, é que negligência dentro da Casa Branca levou o seu líder a ser hospitalizado com um vírus mortal.

  • Essa mesma negligência expôs centenas de pessoas à doença, que sem dúvida estão expondo centenas de outras – dentro do complexo da Casa Branca, nas creches e academias de Washington, DC, e em estados como Nova Jersey e Minnesota, onde o presidente viajou antes de ser diagnosticado.
  • Incompetência e imprudência têm atormentado a resposta ao coronavírus na América desde o início da pandemia. E a imprudência começa no topo.
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + seis =