Após 140 anos da Guerra do Pacífico, Bolívia exige saída para o mar

Evo Morales insiste na necessidade de estabelecer um diálogo para encontrar uma solução política para a revindicação da Bolívia.

140 anos após a Guerra do Pacífico, a Bolívia insiste em uma saída para o mar. | Foto: publimetro.cl

O presidente boliviano, Evo Morales, lembrou na sexta-feira que se passaram 140 anos desde que o Chile declarou guerra ao Peru e à Bolívia, situação que privou os bolivianos de uma saída para o Oceano Pacífico .

O líder sul-americano insistiu em estabelecer um diálogo de paz e integração com o Chile, com o objetivo de encontrar uma solução para o litígio marítimo para o qual a Bolívia está agora impedida de ter acesso soberano ao Oceano Pacífico.

Em 14 de fevereiro de 1879, os navios blindados chilenos Cochrane e O’Higgins, com 200 soldados, invadiram a costa boliviana em Antofagasta – que tinha 34 gendarmes – e ocuparam o setor sem resistência.

Quase dois meses depois de invadir a Bolívia, Chile declarou formalmente guerra à Bolívia, em 05 de abril de 1879.

A esquadra chilena chegou a Antofagasta no dia preciso que o prefeito da região, o coronel Severino Zapata, iria confiscar os ativos do Salitres Company (capital chilena) que se recusou a pagar o imposto de 10 centavos de dólar por quintal ( 46 quilogramas) de nitrato exportado.

A cobrança deste imposto foi aprovado pelo Congresso boliviano em 10 de fevereiro de 1878 depois de Antofagasta, Cobija, Mejillones e Tocopilla sofrer um terremoto e tsunami.

Chile argumentou que o imposto era contra o tratado de limites, os dois países assinaram quatro anos (1874) antes em Sucre, e que impedia a criação de novos impostos.

O governo chileno alertou a Bolívia que, caso não se retratasse dessa decisão, ignoraria o tratado de 1874. No entanto, o governo de La Paz respondeu com a apreensão dos bens da empresa e rescindiu sua licença para operar.

A Bolívia apoiou o Peru, com o qual assinou um tratado de aliança defensiva, no entanto, o Chile tinha um maior número de homens e um armamento moderno.

O Chile acabou impondo sua hegemonia nas costas do Pacífico. O Peru foi invadido por três anos e um tratado reconheceu o Chile como propriedade de Tarapacá. A Bolívia, entretanto, perdeu todas as suas costas nas mãos do inimigo. Em 5 de abril de 1904, ela assinou um Tratado de Paz e Amizade com o Chile.

Do Telesur

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =