Autoridades dos EUA reconheceram o impacto do aquecimento global no crescimento de incêndios florestais

fotos

Do Izvéstia

O aumento no número de incêndios florestais e furacões nos Estados Unidos foi uma consequência da mudança climática, de acordo com um relatório conjunto de agências do governo dos EUA, publicado em 23 de novembro pela administração do país.

Segundo The Hill , o relatório observa que de 1901 a 2016 a temperatura média no mundo aumentou em 1,8 graus, e tudo indica que a mudança climática está relacionada principalmente à atividade humana. Ao mesmo tempo, os cientistas do clima afirmam que a principal causa do aquecimento é a emissão de gases de efeito estufa para a atmosfera.

A publicação sugere que o governo dos EUA deliberadamente ocultou um relatório sobre a “Sexta-Feira Negra”, como a maioria dos cidadãos do país está chamando a série de incêndios no país. Assim, Washington poderia tentar deixar essas descobertas despercebidas.

Em junho de 2017, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou sua retirada do Acordo Climático de Paris, que definiu um plano de ação para conter o aquecimento global. Em 22 de novembro, o líder americano mais uma vez duvidou da verdade da teoria do aquecimento global devido ao arrefecimento previsto nos Estados Unidos.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − 3 =