Biden perto da eleição com vitórias em Michigan, Wisconsin

eleições

Joe Biden está se aproximando dos 270 votos eleitorais de que precisa para derrotar o presidente Trump, de acordo com as projeções da Associated Press, com os estados de Michigan e Wisconsin como campo de batalha críticos.

Com esses estados e o Arizona computados a favor de Biden, e mais um – como Nevada ou Pensilvânia – seria o suficiente para garantir a vitória, mesmo enquanto a campanha de Trump o enfrenta com ações judiciais e recontagens.

Aqui está a situação de alguns estados:

  • Pensilvânia: Trump tinha uma vantagem de 164.000 votos na manhã de quinta-feira, com a margem continuando a diminuir significativamente à medida que milhões de votos pelo correio que devem favorecer Biden são contados.
  • Geórgia: A liderança de Trump encolheu para menos de 30.000 votos na noite de quarta-feira em uma corrida que provavelmente exigirá uma recontagem, não importa o resultado.
  • Carolina do Norte: Trump liderou por 76.000 votos na quarta-feira, mas o estado ainda conta com cerca de 200.000 cédulas de correio.
  • Nevada : 75% das urnas apuradas, Joe Biden 49,3%, Trump 48,7%.

Na manhã de quarta-feira, Trump declarou que irá à Suprema Corte pressionar para que “todas as votações parem”, infundamente chamando a contagem contínua de votos de “fraude”, à medida que estados-chave classificam um volume historicamente alto de cédulas antecipadas e por correio devido a pandemia de coronavírus.

  • A campanha de Trump abriu uma enxurrada de processos ao longo do dia na Pensilvânia, Michigan e Geórgia, enquanto aliados como Rudy Giuliani e Eric Trump faziam alegações infundadas de fraude eleitoral.
  • Biden dirigiu-se à nação pela segunda vez na tarde de quarta-feira. Ele disse que ainda não declararia vitória, mas expressou confiança de que seria proclamado vencedor quando todos os votos fossem contados.

As vitórias de Trump na Flórida e no Texas, projetadas pela Associated Press, descartaram a chance de que a corrida presidencial pudesse ser resolvida rapidamente.

  • Mas então a Associated Press declarou Biden vencedor no Arizona, uma escolha crucial que reflete as mudanças demográficas e preserva um caminho para Biden, mesmo que Trump mantenha a Pensilvânia.
  • AP projeta que Biden ganhou o 2º distrito congressional de Nebraska. Vale um voto eleitoral, mas tira um distrito que Trump ganhou em 2016 – e mantém aberto um caminho pelo qual Biden pode perder a Pensilvânia e ainda assim ganhar a presidência.
  • A AP também declarou Biden o vencedor em Minnesota, Califórnia, estado de Washington, Oregon, New Hampshire, Colorado, Nova York, Distrito de Columbia, Novo México, Illinois, Maryland, Massachusetts, Connecticut, Nova Jersey, Rhode Island, Virgínia, Vermont , Havaí e seu estado natal, Delaware. Ele também ganhou três dos quatro votos eleitorais do Maine.
  • Enquanto Ohio, Iowa, Montana, Utah, Idaho, Missouri, Kansas, Louisiana, Nebraska, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Wyoming, Indiana, Arkansas, Tennessee, Oklahoma, Mississippi, Alabama, Carolina do Sul, Kentucky, Virgínia Ocidental e Maine 2º distrito congressional ficou com Trump.
Dados: AP; Gráfico: Naema Ahmed, Andrew Witherspoon, Danielle Alberti / Axios

Fonte: Axios

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 1 =