Bolsonaro diz no “chiqueirinho” que inflação vai piorar

Sem outra alternativa, após os fatos revelados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Bolsonaro voltou a culpar os governadores que, em linha com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e instituições de saúde, no Brasil e no mundo, impuseram medidas restritivas durante a pandemia pelo caos econômico porque passa o país.

chiqueirinho
Reprodução

Em conversa com seguidores no chamado ‘chiqueirinho’, em frente ao Palácio da Alvorada nesta terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a reclamar do cargo de presidente da República. Em meio às crises política e sanitária, com a pandemia da covid-19 que matou mais de 600 mil brasileiros, o mandatário neofascista se disse “incompreendido” e sempre “responsável por tudo”.

Sem outra alternativa, após os fatos revelados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Bolsonaro voltou a culpar os governadores que, em linha com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e instituições de saúde, no Brasil e no mundo, impuseram medidas restritivas durante a pandemia pelo caos econômico porque passa o país, fruto na verdade da política econômica desastrosa dele próprio e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

— Os problemas existem, o que é duro é a incompreensão. A política do fica em casa abalou o mundo todo e o Brasil não está fora deste contexto. O tempo todo sou responsável por tudo, se é assim, acha um cara melhor, sem problema nenhum. Tem muita gente boa candidato — tenta desconversar.

Calheiros

Bolsonaro também reconheceu que a economia encontra-se em seu pior momento, até agora, mas a situação tende a piorar no curto e médio prazos.

— Vai chegar mais. Combustível, energia elétrica, alimentação. Agora a pior coisa que tem é desesperar, achar um responsável pelo seu insucesso… Responsável é quem adotou essa política do politicamente correto — retruca.

Ainda aos seus acólitos, Bolsonaro mencionou a CPI da Covid e o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), para afirmam que não liga para a suposta “perseguição” que alega sofrer.

— Para mim não pega nada, estou ignorando [suposta perseguição]. Vou me preocupar com a CPI, por exemplo? Brincadeira. Tem acusação do Renan, suspeita de corrupção. Do Renan…— concluiu.

Fonte: CdB

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!