Coronavírus: São Paulo se prepara para receber grande quantidade de mortos

Uma imagem que não gostaríamos de ver, São Paulo se prepara pra receber grande quantidade de mortos pelo Covid-19

sepultura
Reprodução

Por Fernando Brito, no Tijolaço – As cenas exibidas agora há pouco na Globonews, com pelo menos 13 retroescavadeiras abrindo covas no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo são terríveis, mas indispensáveis.

Depois de tantas “bateções de cabeça” dentro do Governo Federal e com o próprio presidente se expondo como um bufão, não é mais possível manter, apenas com a razão e com apelos a permanência das pessoas em casa e cuidando do afastamento antivírus que é nossa única arma contra a pandemia.

É preciso que as pessoas vejam, porque há bandos de facínoras bolsonaristas pelas ruas, em carreatas da morte, dizendo que o coronavírus não existe e exigindo que abram-se os shoppings centers.

Não há mais sequer o contraponto das entrevistas do Ministro da Saúde, pois Nélson Teich já suspendeu as previstas para o final de semana.

Literalmente, é o silêncio fúnebre.

Não há mais ninguém, no governo central, em quem a população possa acreditar que possa deter a psicopatia presidencial e o próprio Exército, que se grudou a este deformado e, agora, presta-se ao papel de coveiro, abordando os prefeitos para saber quantos de seus cidadãos são capazes de enterrar.

Se a população não tem a quem ouvir, ao menos que veja para onde muitos estarão sendo levados, em parte pelo “mito” que nunca escondeu e agora expõe, diante de todos, a sua monstruosidade.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 6 =