Cuba atinge a marca de um milhão de imunizados

Já foram vacinados um milhão de cubanos com as três doses, mas somos 11, e a vacinação não terá efeito se não cumprirmos as medidas orientadas: lavar as mãos, máscara, distanciamento, tudo o que corresponde fazer para nos proteger

Cuba
Foto: Ariel Cecilio Lemus

Quão pouco tempo para dizer: um milhão de imunizados contra a Covid-19 em Cuba!; mas como as coisas devem ter acontecido para chegar a tal resultado. Não é por prazer que nossas vacinas se chamam Abdala e Soberana: primeiro tivemos que forjar uma convicção de independência, um orgulho nacional, uma personalidade forte como nação; a mesma personalidade de Carlos Manuel de Céspedes, Antonio Maceo, José Martí…

E então fazer uma Revolução que realce aquela idiossincrasia, temperamento e caráter de um povo que não se ajoelha e nunca dá ou pede trégua: Revolução, claro, liderada por um visionário, um gigante, chamado Fidel. E lutar contra todas as adversidades por tantos anos para criar um sistema de saúde eficaz, e para formar homens e mulheres da ciência que hoje são referência mundial. Quanto significado em nome de duas vacinas!

Certamente, ainda temos um longo caminho a percorrer nessa batalha. A pandemia ganhou espaço e mal chegamos a 10% de imunização. Já foram vacinados um milhão de compatriotas com as três doses, mas somos 11, e a vacinação não surtirá efeito se não cumprirmos as medidas orientadas: lavar as mãos, máscara, distanciamento…, tudo o que corresponde a fazer para nos proteger.

Mas também temos direito ao momento de orgulho. Especialmente quando cresce extraordinariamente em favor do aprimoramento humano. Quando as forças das trevas nos desejam o pior e isso é respondido com a rosa branca de José Martí: a contundência do bem, o belo fruto do conhecimento e da vontade; resultados excepcionais que causam espanto e admiração em todo o mundo.

Há apenas um mês, a partir das páginas do jornal BBC, pretendia alimentar a desconfiança e lançar uma sombra sobre a eficácia de nossas vacinas candidatas e o profissionalismo dos médicos e cientistas cubanos. Era como se de repente fôssemos improvisados ​​no assunto, e não um país com longa experiência e prestígio comprovado na criação de vacinas, algumas exclusivas no mundo.

Mais uma vez, a resposta foi dada da mesma forma que Martí: «fazer é a melhor maneira de dizer», e há Abdala e Soberana 02 com alta segurança e eficácia, demonstrada em estudos dos quais organizações como a OPAS e a OMS estão a par. Acima de tudo, existe a resposta do nosso povo que confia em seus cientistas. E não se trata de uma afirmação gratuita, obra de súbito entusiasmo, mas que se reflete nos dados: aqueles que apresentam altas taxas de adesão à vacinação nos testes clínicos, ou como a grande maioria dos cidadãos completa o calendário vacinal.

soberana
Foto: Endrys Correa Vaillant

Neste momento, em Our World in Data — site da Universidade de Oxford e referência mundial em estatísticas sobre a pandemia — estava observando como Cuba e a China são os únicos países que conseguem manter taxas de vacinação diárias superiores a um por cento da população. Eles têm se alternado, em primeiro lugar naquele setor, com taxas muito superiores à média mundial, mas Cuba em breve aumentará significativamente o número, quando se ampliar a vacinação com a Soberana 02.

Devemos atingir 70% de imunização até agosto, garantir que toda a população cubana esteja totalmente vacinada até dezembro. São objetivos alcançáveis. Podemos fazê-lo porque os dados transmitem essa confiança e, claro, porque também olhamos diariamente nos olhos dos nossos cientistas e neles vemos segurança, conhecimento, grandeza e amor.

Enquanto isso, vamos cuidar de nós mesmos, compatriotas. É o que temos que fazer para estar no nível daqueles que permanecem acordados por nós. Quando tudo isso acontecer, podemos comemorar. Por enquanto, chegamos a um milhão de imunizados: Nossa, é fácil falar! Mas…

Fonte: Granma

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!