Desistência de Doria pavimenta trilha de Lula ao Planalto

Candidato do PDT, o ex-governador Ciro Gomes permanece igualmente com poucas chances de almejar alguma coisa nesta eleição. Outra perspectiva, de um ponto de vista simbólico, de acordo com Felipe Nunes, é que a chamada ‘Terceira Via’ “aumenta as chances de organizar sua tropa para tentar viabilizar uma opção fora da polarização”.

Doria

A saída de João Doria (PSDB) da corrida pela Presidência da República, na véspera, pode beneficiar o pré-candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, que fica mais perto de vencer no primeiro turno. O cálculo é do cientista político e diretor do instituto de pesquisas Quaest, Felipe Nunes. Segundo o analista, “politicamente, Lula aumenta as chances de vitória no primeiro turno, com o voto útil, pois o eleitor do Doria rejeita mais Bolsonaro (77%) do que Lula (62%)”.

Numericamente não tem mudança significativa, porque Doria sempre apareceu com pouco voto (3% a 5%). Mas Ciro tem o maior potencial entre esses eleitores (54%), Lula tem potencial de 36% e Bolsonaro de 19%. Tebet é muito desconhecida — explica Nunes.

Frente ampla

O candidato do PDT permanece igualmente com poucas chances de almejar alguma coisa nesta eleição. Outra perspectiva, de um ponto de vista simbólico, de acordo com Felipe Nunes, é que a chamada ‘Terceira Via’ “aumenta as chances de organizar sua tropa para tentar viabilizar uma opção fora da polarização”.

— A coordenação das elites é fundamental para que os eleitores possam tomar decisões eleitorais. Até aqui, a ‘Terceira Via’ mais atrapalhou do que ajudou o eleitor — constata.

Presidente do Solidariedade, o sindicalista Paulinho da Força disse, nesta segunda-feira, em reunião de dirigentes dos partidos que apoiam a pré-candidatura de Lula, que acredita que o ex-presidente possa vencer no primeiro turno, o que exige a ampliação das alianças.

— Esse é o nosso principal papel: ampliar aliança e fazer com que o presidente Lula possa ser candidato não só de um partido, mas de uma frente bem ampla para que a gente possa ganhar as eleições em primeiro turno — concluiu Paulinho.

Fonte: CdB

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!