Golpe militar no Sudão – governo levanta toque de recolher

Todos os que foram presos em protestos nos últimos quatro meses também serão libertados. O anúncio vem no contexto de protestos sociais e renúncias de vários comandantes militares.

fotos

O presidente do Conselho Militar de Transição no Sudão, Adbel Fattah Al-Burhan, anunciou a suspensão do toque de recolher estabelecido após o golpe militar na última quinta-feira.

O toque de recolher noturno estava em vigor desde a última quinta-feira, quando o exército depôs o presidente Omar al Bashir.

Em uma mensagem transmitida pela televisão estatal, o chefe da junta militar também anunciou a libertação de todos os presos durante os últimos quatro meses de protestos.

Al-Burhan acrescentou que a junta militar decidiu que o período de transição durará dois anos, durante os quais, segundo ele, os direitos humanos serão respeitados.

Uma aliança de partidos políticos e grupos de oposição do Sudão, chamada As Forças da Liberdade e da Mudança, pediu ao chefe do Conselho Militar para ouvir “a voz do povo” e começar a fazer a transferência de poder “para uma autoridade civil”.

Enquanto isso, o Comitê Médico do Sudão denunciou que 16 pessoas morreram “nas mãos do regime militar” desde que o Exército depôs o presidente al-Bashir do poder.

A organização civil disse que 13 pessoas perderam a vida na quinta-feira e que outras três – uma delas, um soldado – morreram na sexta-feira passada.

Do Telesur

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!