Israel ataca clínica palestina para diagnóstico de Covid-19

Os israelenses, além de minar os esforços palestinos para combater o surto, tentaram até espalhar o coronavírus entre a população palestina

palestina
Relatórios de organizações humanitárias mostram que a violência contra os palestinos por israelenses aumentou 78% nas últimas semanas. | Foto: Reprodução

A mídia palestina denunciou o ataque da polícia israelense a uma clínica de diagnóstico de coronavírus no bairro de Silwan, em Al-Quds (Jerusalém), sob o pretexto de que o centro de saúde mantinha cooperação com a Autoridade Nacional Palestina.

O incidente ocorreu na noite de terça-feira passada em uma área onde pelo menos 40 casos confirmados do coronavírus já estão registrados.

Da mesma forma, as autoridades clínicas enfatizaram que há escassez de kits de diagnóstico para o coronavírus no bairro de Silwan, o que pode levar a uma rápida disseminação da doença.

O Ministério das Relações Exteriores da Palestina instou a comunidade internacional a pressionar Israel a interromper seus ataques ao Al-Quds, pois suas ações colocam em risco a vida dos palestinos.

Eles reiteraram que os israelenses bloqueiam os esforços dos palestinos em Jerusalém para combater o coronavírus, exigindo que lhes permitam administrar a crise do coronavírus na cidade santa.

Fonte: HispanTV

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − oito =