Médicos brasileiros não preenchem as vagas dos Mais Médicos

Findou nesta quinta-feira (10) mais um prazo para o preenchimento das vagas no Programa Mais Médicos. Novamente, os profissionais brasileiros não completaram os postos disponibilizados. Desde que Cuba declarou o rompimento com o programa há 2 meses, conforme o Ministério da Saúde, atualmente estão em aberto mais de 1.400 vagas.

Porém esse número pode ser ainda maior, já que diversos profissionais brasileiros que se apresentaram na primeira etapa desistiram do programa. Cuba abandonou o Mais Médicos após declarações ofensivas do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que criticou a ausência do Revalida e também dos termos do acordo. O governo agora em mais um novo recuo pretende apelar para preencher as vagas restantes com brasileiros formados no exterior, mesmo aqueles que não possuam o Revalida.

Ainda assim, se houver vagas não preenchidas, o Ministério da Saúde abrirá, entre 30 e 31 de janeiro, vagas para estrangeiros formado no exterior, sem o Revalida.

A notícia do não-preenchimento das vagas do Mais Médicos está sendo muito criticado principalmente nas cidades mais carentes onde os cubanos praticamente eram os únicos médicos disponíveis.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + treze =