Ninguém ouviu: Fidel Castro alertou sobre crise ecológica no Brasil há 27 anos (vídeo de 1992)

Em 1992 – 27 anos antes da crise que hoje atinge a Amazônia – Fidel Castro fez um discurso no Rio de Janeiro, no qual advertiu as autoridades brasileiras da época em que o modelo de produção capitalista acabaria desencadeando uma emergência ambiental.  “Amanhã será tarde demais”, alertou o falecido presidente cubano.

CUBA Politics Fidel Castro giving speech (Newscom TagID: euphotos004526.jpg) [Photo via Newscom]

“Uma importante espécie biológica corre o risco de desaparecer, devido à rápida e progressiva liquidação de suas condições naturais de vida: o homem “, começa a declaração do falecido presidente cubano no Rio de Janeiro, que ele deu em 1992, há 27 anos atrás. A crise na Amazônia hoje, que está sendo devastada por incêndios causados ​​pelo desmatamento, mineração e indústria agrícola. Tudo isso incentivado pelas políticas elaboradas pelo governo de extrema direita de Jair Bolsonaro.

Na situação atual que o Brasil atravessa, as palavras do ex-presidente caribenho fazem mais sentido do que nunca, em um contexto em que o presidente do país sul-americano culpa as ONG por incêndios, afirmações que não só não fazem sentido, mas que geram uma rejeição mundial de suas declarações.

Neste registro, resgatado pela RT em espanhol, pode-se ouvir como Castro adverte que as políticas capitalistas acabariam provocando emergências ambientais como a que hoje tem indignado toda a humanidade. “Amanhã será tarde demais”, disse o presidente em sua mensagem premonitória.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + treze =