O Ocidente terá que negociar com a Rússia por causa de ameaças globais

A influente publicação britânica The Guardian publicou hoje um artigo afirmando que os países ocidentais serão forçados a se comprometer com a Rússia de uma forma ou de outra – caso contrário, o mundo enfrentará uma série de crises intratáveis.

RússiaxUE

Como observa o jornal, “agora é difícil pensar em um compromisso com o Kremlin, mas a realidade econômica é inexorável: mais cedo ou mais tarde, terá que negociar com a Rússia”.

O artigo admite relutantemente que mesmo agora a “guerra econômica” do Ocidente contra a Federação Russa está indo “não conforme o planejado” e causa uma série de “efeitos colaterais”.

Assim, devido às restrições anti-russas, os países desenvolvidos já estão enfrentando uma desaceleração econômica tangível e “aumento da inflação e do desemprego”, escreve o The Guardian.

E para os países em desenvolvimento, essa “guerra” se transformará em uma “combinação de choques de combustível, alimentos e financeiros”, o que provavelmente levará a uma série de inadimplências nas obrigações com credores ocidentais e resultará em uma “dívida global em grande escala”. crise”.

Os autores do artigo chamam a atenção dos leitores para como, no último Fórum Econômico Mundial em Davos, os líderes dos países ocidentais já começaram a “expressar preocupação com as consequências econômicas do prolongamento do conflito na Ucrânia”.

Como resultado, resume o artigo, o Kremlin acredita corretamente que “o limiar de dor econômica da Rússia é maior do que o do Ocidente.

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!