O quebra cabeças das eleições – A rejeição x repugnância

fotos

Postado em 10/10/2018

A eleição presidencial será definida pelos detalhes, quem errar menos leva!

Nesse movimento de lances mais ousados, foi Bolsonaro que saiu na frente! Na ânsia de definir logo no primeiro turno, e não ser expor ao desgaste natural dos debates ao qual ele não tem o mínimo preparo, ele lançou em uma empreitada arriscada e ousada.

No dia do último debate realizado pela rede Globo na quinta-feira (4), o candidato da extrema-direita apresentou como desculpa para não comparecimento um atestado médico. Porém, ele foi a rede Record para fazer uma entrevista exclusiva de 30 minutos no exato momento do debate, antes disso o dono da TV, o bispo Edir Macedo havia declarado seu apoio a Bolsonaro. Esse crime eleitoral foi denunciado pelo jornalista porta voz da Rede Globo Míriam Leitão:

Por meio da colunista Miriam Leitão, o jornal O Globo, da família Marinho, decidiu denunciar o crime eleitoral da Rede Record, do bispo Edir Macedo, que abriu espaço privilegiado ao candidato extremista Jair Bolsonaro, do PSL, que tem fugido dos debates. Miriam também denunciou a complacência do TSE com a violação legal cometida por uma emissora cujo dono declarou apoio ao candidato que representa a ascensão do fascismo no Brasil.

“O debate da TV Globo teve embates isolados e uma grande anomalia, que o petista Luiz Dulci definiu numa rápida conversa comigo, “é uma polarização com um dos polos ausente”. Era isso, mas pior. O anormal da eleição ficou ainda maior porque Jair Bolsonaro, o líder das pesquisas, tem feito o que quer. A violência que ele sofreu não revogou as leis eleitorais, mas o TSE tem se mantido numa inquietante aquiescência. É preciso dar, principalmente na televisão, espaços equânimes aos candidatos. É o que diz a lei. Bolsonaro está acima da lei falando com quem bem entende, sem que certos veículos estendam aos outros candidatos o mesmo espaço”, escreveu a jornalista.

“Os candidatos se submetiam ao contraditório, enquanto Bolsonaro falava para uma emissora na qual o chefe, o bispo Edir Macedo, já declarou seu voto nele. Esse é o centro da anomalia. Por isso as críticas de que ele ‘amarelou’ fizeram sentido. Ele certamente tem limitações físicas pela violência de que foi vítima, mas não pode usá-las para escolher apenas ambientes sob seu controle, enquanto os oponentes se expõem diariamente.”

Moral da história, o seu movimento arriscado foi um salto no escuro sem conseguir alcançar o outro lado do penhasco! Faltou muito pouco para que lograsse exito. Com essa manobra ele conseguiu uns 5 a 6%, mas não foi suficiente, restaram uns 4% para fechar a fatura. Isso sem contar a ajudinha do juiz Sérgio Moro que cometeu mais um crime ao divulgar a delação de Palocci.

Esses pontos que conseguiu devido a afronta que fez com a Globo e o fechamento do acordo com a Record custará muito caro!

O acordo com a Record

Pelo que se fala nos bastidores, com a vitória de Bolsonaro, a rede Record se tornaria uma espécie de “canal oficial de Bolsonaro”, que em troca receberia vultosas verbas de publicidade do governo.

E isso fez acender o sinal de alerta nos Jardim Botânico (sede da Globo), pois ambas as redes travam uma batalha comercial renhida.

Bolsonaro com essa atrapalhada fez a guerra entre ambas entrar em sua campanha, a Globo não vai perdoar esta traição. Agora vai ser muito engraçado a Globo ter que engolir o Haddad depois de mais de uma década de guerra com PT depois que passou a ser governo até a deposição de Dilma.

Dizem que essas eleições será definido por quem tem menos rejeição. Porém não concordo exatamente com essa tese, na minha opinião, o eleitor indeciso terá que escolher entre a rejeição e a repugnância.

A Rede Globo já engoliu o prato da rejeição de Haddad, mesmo porque, Bolsonaro é uma iguaria que gera muita repugnância!

Mais uma crítica da jornalista:  Miriam Leitão critica Bolsonaro e diz que PT sempre respeitou a democracia , sinal dos tempos,  a “Rede Globo” elogiando o PT!

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!