OMS interrompe testes com cloroquina em pacientes

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, anunciou nesta segunda-feira (25) que a organização está interrompendo os testes de tratamento do coronavírus com hidroxicloroquina após estudo indicar aumento do risco de morte

OMS
Tedros Ghebreyesus. Foto: Reprodução

Monitoramento de Segurança

O grupo executivo do Estudo de Solidariedade, representando dez dos países participantes, se reuniu no sábado e concordou em revisar uma análise abrangente e uma avaliação crítica de todas as evidências disponíveis globalmente – disse Tedros em entrevista coletiva.

Na última sexta-feira (22) foi publicado um estudo na revista The Lancet, realizado com 96 mil pacientes, que apontou que a hidroxicloroquina não apresentou benefícios no tratamento da COVID-19, além de aumentar o risco de morte dos pacientes.

“Os autores reportaram que, entre pacientes com COVID-19 usando a droga, sozinha ou com um macrolídeo [classe de antibióticos da qual a azitromicina faz parte], estimaram uma maior taxa de mortalidade”, afirmou Tedros.

Fonte: Sputnik

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 20 =