Os iraquianos fecham o Banco Central e o principal porto do país para protestar

Manifestantes antigovernamentais no sul do Iraque bloquearam estradas que levam ao principal porto do país, enquanto outros ativistas em Bagdá obrigam o banco central a fechar, segundo autoridades de segurança

Reprodução.

Os ativistas bloqueram com pneus flamejantes as estradas para o porto de Umm Qasr, que recebe a maior parte das importações de produtos básicos no país, segundo um funcionário de Basra.

É a segunda vez que o acesso ao porto é bloqueado desde o início dos protestos em 1º de outubro.

Por outro lado, os funcionários do Banco Central em Bagdá, localizados na famosa Rua Rasheed, foram evacuados quando uma multidão se aproximou.

Dois manifestantes ficaram feridos no domingo, quando as forças de segurança lançaram gás lacrimogêneo, em novos confrontos com ativistas que vão às ruas há semanas para denunciar a corrupção desenfreada no governo, serviços públicos precários e falta de emprego.

Fonte: El Caminante

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =