Polícia prende bombeiro por ligações com assassinos de Marielle

maxwell
Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro e o Ministério Público do estado deflagraram, na manhã desta quarta-feira (10/6), uma operação para cumprir mandados contra suspeitos de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Um bombeiro foi preso acusado de participação no crime.

O bombeiro Maxwell Simones Correia é amigo do PM Ronnie Lessa, que está preso acusado de matar a vereadora e o motorista. De acordo com as investigações, ele teria tentado esconder as armas utilizadas no crime. Ao todo, são cumpridos dez mandados de busca e apreensão e um de prisão.

bombeiro
Reprodução

Maxwell  conhecido como Suel, sargento do corpo de bombeiro, apesar de ter um salário de 6.000 reais, tinha uma vida de luxo e ostentação. Ele foi preso em casa, uma mansão de três andares, avaliada em R$ 1,9 milhão, num condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. Na porta da residência, também foi apreendida uma BMW X6 de pelo menos R$ 170 mil.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =