Senado dos EUA decide que julgamento de impeachment de Trump é constitucional

O julgamento de impeachment do ex-presidente Trump começou no Senado na terça-feira, começando com o debate sobre a constitucionalidade de processar um presidente que já deixou o cargo

Trump

Depois de quatro horas de argumentos de cada lado, o Senado afirmou, por uma votação de 56 a 44, que é constitucional julgar um ex-presidente. Seis republicanos votaram com os democratas.

O principal advogado de Trump, Bruce Castor, abriu seus argumentos às 3 da tarde. Ele afirmou que nenhum membro da equipe de Trump expressará nada além da condenação dos desordeiros em 6 de janeiro.

Em um discurso de abertura sinuoso, Castor argumentou que os democratas querem condenar Trump porque temem que ele concorra novamente em 2024.

O outro membro da defesa, David Schoen, alegou que como Trump agora é um cidadão comum e não pode ser destituído do cargo, o julgamento é inconstitucional.

Pelo andar da carruagem, tanto democratas quanto republicanos querem encerrar o julgamento rapidamente. Os republicanos não querem perder mais tempo com Donald Trump, e os democratas estão ansiosos em dar andamento na agenda de Biden e seguir em frente com a confirmação de seus indicados. Mas pelas regras do Senado, o julgamento se tornará o seu foco principal nos próximos dias. Todas as outras atividades serão forçadas a ficar em segundo plano..

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!