Senadora Simone Tebet afirma que Bolsonaro é ‘o pior presidente na História do Brasil’

Em mais um recado a Bolsonaro, ela também disse que investidores estrangeiros e nacionais precisam acreditar que o presidente “tem respeito às instituições democráticas, não ameaça a democracia”. Sem aparecer com projeção eleitoral nas pesquisas, a senadora chega ao posto de pré-candidata tentando se desvencilhar da imagem de ser uma boa vice. 

Tebet
A senadora Simone Tebet (MDB-MS) participou ativamente da CPI da Covid

A senadora e pré-candidata do MDB à Presidência, Simone Tebet, defendeu que Jair Bolsonaro é o “pior presidente da História do Brasil”.

— Ninguém imaginava que ele poderia namorar com o autoritarismo ou ameaçar as instituições democráticas e tentar mudar todo o pensamento de uma geração com o discurso de ódio contra as minorias — disse a senadora, em entrevista ao jornal português Diário de Notícias.

Em mais um recado a Bolsonaro, ela também disse que investidores estrangeiros e nacionais precisam acreditar que o presidente “tem respeito às instituições democráticas, não ameaça a democracia”. Sem aparecer com projeção eleitoral nas pesquisas, a senadora chega ao posto de pré-candidata tentando se desvencilhar da imagem de ser uma boa vice.  

Trajetória

A senadora Simone Tebet é tratada como peça fundamental dos planos do MDB para 2022; é também aposta do partido para renovar sua imagem.

Em defesa ao próprio nome como cabeça de chapa, Tebet disse que “não há negociação para ser vice na lista de quem quer que seja”. A senadora, porém, se mostrou simpática a um arranjo entre os candidatos que ocupam a chamada “terceira via”.

— Estamos num momento da pré-campanha em que ainda temos uma avenida larga para a terceira via. Lá por março ou abril conversaremos para definir um amplo acordo democrático que viabilize a terceira via na segunda volta — acrescentou.

Tebet se coloca à disposição para a corrida eleitoral de 2022 após ter atuação destacada na CPI da Covid, mas a senadora reforça que sua participação na ocasião abrange “algumas páginas” de sua história política e que não essa foi a única motivação para ter seu nome lançado à Presidência.

— Já faz um ano que o MDB me sonda, por toda a minha trajetória, e não apenas pela minha atuação nessa CPI. Eu fui presidente da comissão mais importante do Congresso Nacional, que é a Comissão de Constituição e Justiça, e fui líder da maior bancada no Senado. Hoje sou a primeira líder da bancada feminina no Senado — ressaltou.

Já com discurso para o ano que vem, Tebet elencou a fome, a desigualdade social e a geração de emprego como as suas prioridades de um possível governo.

Fonte: CdB

Related Posts
Como Eduardo Bolsonaro e comitiva articulam com parlamentares dos EUA punições ao Brasil
fotos

Comitiva bolsonarista passa uma semana nos EUA e tenta convencer republicanos e lobistas de que Brasil viveria ditadura

Brasil não cumpre decisões da Corte Interamericana sobre polícia e Forças Armadas
fotos

Tribunal internacional condenou novamente o país por crimes cometidos por policiais militares

Denunciado por incitação, bolsonarista agora se diz apoiador de Boulos e do PT
fotos

“Segunda-feira eu tô lá em Brasília levando o capacete para o presidente [Lula]”, diz em um vídeo no Instagram um [...]

Teologia do domínio é mais perigosa para democracia que bolsonarismo, diz historiador
fotos

Em meio ao avanço de investigações da Polícia Federal sobre as suspeitas de um plano de golpe de Estado por [...]

PEC dos militares na política: Mourão junta oposição para frear mudanças em candidaturas
fotos

Até terça-feira (20), o Palácio do Planalto contava com a volta das sessões no Congresso para fazer avançar a despolitização [...]

A coragem de Lula e o vira-latismo da mídia
fotos

A declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a similaridade entre o extermínio do povo palestino que Israel [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!