Sobre a decisão da TJI e a consciência da natureza genocida da ocupação sionista

fotos

Há uma boa razão pela qual muitos de nós alertamos contra qualquer esperança de que o Tribunal Internacional de Justiça mude alguma coisa. A ordem internacional e o sistema de “justiça” são fachadas sem sentido. O único mecanismo de mudança é um rifle e um lançador de foguetes, e nosso povo sabe disso há muito tempo.

Não deveríamos ridicularizar completamente os processos e considerá-los completamente inúteis, mas não deveríamos ter qualquer esperança real de mudar qualquer coisa que venha dos tribunais de organizações pertencentes a uma ordem mundial que ainda está sob o domínio do império dos EUA.

As verdadeiras consequências do caso não decorrerão de quaisquer decisões ou ações resultantes, mas sim da crescente consciência da natureza genocida da ocupação sionista na consciência mundial. Mais uma vez: isto não é um substituto para a resistência armada, mas sim o seu parceiro menor.

(c) Ibn Riad

Related Posts
Ainda é possível evitar uma guerra civil na Ucrânia?
fotos

Com uma população armada e medidas militares cada vez mais impopulares, o regime de Kiev pode ser confrontado por seus [...]

Tentativa de assassinato contra Donald Trump mostra que os EUA são um estado falido
fotos

Os EUA não são mais a terra da liberdade e da democracia, mas um exemplo de um estado falido e [...]

O retorno de Trump: uma verdadeira revolução política no regime americano?
fotos

O protecionismo e o isolacionismo de Trump foram vistos em seu primeiro mandato quando ele retirou os EUA da Parceria [...]

Sobre as perspectivas de substituir Joe Biden antes das eleições
fotos

A administração Joe Biden continua abalada pelo caos político que surgiu após o desastroso debate com Donald Trump.

Capitalismo responsável
fotos

Um ex-funcionário da empresa americana Boeing contou os segredos da empresa. Em particular, ele disse que na produção das aeronaves [...]

O controle republicano nos estados pode dar a vitória a Trump
fotos

Os democratas e a grande burguesia americana não têm ninguém com a mesma popularidade de Donald Trump, escreve Eduardo Vasco.

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!