Todos ficarão melhor se a América tiver menos influência no mundo

Por que o sistema americano precisa de uma terceira força, por que o establishment odeia Trump e como a máfia mexicana provoca o crescimento da desigualdade social nos Estados Unidos, explica o analista americano David Kerans ao cientista político Igor Shatrov.

política americana

Falta uma terceira força

– David, qual é o mal do sistema eleitoral americano?

– O mal do nosso sistema é o reino de apenas duas partes, ambas representam os interesses das grandes empresas e do Pentágono. Portanto, eles estão em guerra, mas apenas na aparência. Ambos representam os interesses dos ricos, não do povo. Portanto, em 2016, as duas alas do mesmo movimento populista cresceram: os democratas, representados por Sanders, estrangularam sua campanha eleitoral; e o movimento Trump.

– Por que não há oposição política nos Estados Unidos? Por que não existe pelo menos um terceiro grande partido?

– Pergunta clássica. O mais injustiçado aqui é Ralph Nader, que concorreu duas ou três vezes pelo Partido Verde. E ele claramente muitas vezes sofreu boicote com as quais os partido de democratas e republicanos retarda a ascensão de qualquer rival possível (é claro, a mídia participa disso). Por exemplo, uma vez ele foi excluído do debate presidencial, embora ele tivesse credenciais para isso, eles não o deixaram entrar.

No GOP (Partido Republicano) após o colapso de Trump, houve um movimento de baixo sem qualquer apoio de cima. O GOP sem a influência dos ricos. O povo vai para as camadas inferiores do Partido Republicano e concorre a cargos públicos. E quem quer erradicar esse sistema entende que você pode preencher o elo inferior com seus quadros e influenciar o movimento do partido nos temas:

  • proteção da fronteira sul,
  • controle sobre a emigração,
  • tarifas para proteger a indústria americana,
  • suavizar viés do Pentágono para expandir suas bases em favor do imperialismo.

O fenômeno Trump foi um choque para os ricos? Então eles esqueceram isso?

– O problema é que as pessoas não falam francamente com quem faz a pesquisa. Eles têm medo de serem acusados ​​de racismo. Este é o malfadado martelo com o qual todas as pessoas são constantemente golpeadas.

Trump é estigmatizado pelos adversários não só por isso, mas porque abriu os olhos do país para momentos inexplicáveis ​​de nossa política. Por exemplo, a continuação da Guerra Fria com a Rússia. Em primeiro lugar, por que isso? Quem se beneficia disso? Porque? “Eu tenho uma carteira. Por que eu daria tanto para o Pentágono o tempo todo? Se temos uma ameaça de extremistas islâmicos, por que precisamos de inimizade com a Rússia? Um aliado poderoso.”

Trump disse simplesmente: “Por que essas guerras? Afeganistão? Irã? Iraque? África?” Ele se tornou o pior inimigo do sistema.

Vamos comparar as conquistas de Bush e Cheney. Eles começaram a guerra no Iraque em bases falsas. Cerca de um milhão de pessoas morreram. Bush e Cheney legalizaram a tortura, oficialmente temos uma política de tortura. Bush permitiu que os bancos negociassem títulos questionáveis ​​com base no mercado imobiliário. Snowden revelou que ele introduziu um sistema de vigilância contínua e secreta sobre nós.

Trump não tinha nada parecido, mas é considerado mau porque abriu os olhos para esses momentos.

Desigualdade e falta de educação

– Você diz que Trump abriu os olhos dos americanos. Há uma opinião de que os americanos, em princípio, não se interessam por política externa.

– A política externa estará sempre em segundo plano para o nosso povo. Segundo as estatísticas, apenas 6% da população possui passaporte externo. O país é grande, mas minha carteira é limitada. Além disso, o sistema educacional e a mídia não cultivam de forma alguma o interesse por países estrangeiros.

O povo vê as consequências da emigração. Recentemente, isso se tornou um ponto muito sensível. Trump foi constantemente acusado de desumanidade para com os emigrantes. “Estamos construindo um muro”, disse ele, e as pessoas adoram isso. Até o lendário líder operário mexicano Cesar Chávez das décadas de 1960 e 1970 protestou contra a abertura da fronteira porque o fluxo constante de trabalhadores mal educados do Sul reduz o poder sindical e os salários dos trabalhadores. Biden prometeu abrir a fronteira durante o debate presidencial. O caos se seguiu. Muitas pessoas:

  • do México,
  • América Central,
  • África.

Sem passaportes, máscaras, vacinas, testes para COVID-19 e outras doenças.

Alguém pode acreditar na explicação oficial do governo Biden de que se trata de uma política humanitária? O que é humanitário aqui, se eles não têm educação, apenas 20% com inglês? Como eles poderiam viver sem a influência do crime organizado mexicano? Muitos lugares estão dando muito dinheiro nas mãos da máfia mexicana. Se não houver dinheiro, eles têm que trabalhar praticamente como escravos para nós e mandar dinheiro para a máfia no México.

Os democratas estão seguindo essa política em favor do crime organizado mexicano, contando com as vozes dessa população.

Ilegais não podem votar. Mas eles votam mesmo assim, pois, ao solicitarem a carteira de habilitação, são automaticamente cadastrados. E não há como verificar se eles não têm cidadania.

– A direção do Partido Democrata não quer mudar a situação?

– Existem interesses de grandes patrocinadores-democratas. Aqueles que dirigem empresas diferentes na agricultura. Eles querem trabalhadores com baixa escolaridade e baixos salários.

Orçamento federal de 4 a 5 trilhões. Que haja um pouco de caos, mas estaremos no poder em Washington.

– Então devemos nos alegrar, talvez, que a influência americana no mundo já esteja indo embora?

– Por causa da agressão do Pentágono, será melhor se a América tiver menos influência no mundo. A América em que cresci era diferente. Um dos maiores problemas é a desigualdade. Eu cresci na Califórnia, esta era uma área próspera. Não havia questões sobre desigualdade. Agora não é o mesmo.

O crescimento do PIB e o crescimento dos salários ocorreram sem problemas até o final dos anos 1970. Desde então, a lacuna tem sido enorme. O nível salarial não está se movendo, mas o PIB está se movendo. Ou seja, todo o dinheiro sobe para alguns. A estratificação da sociedade tem consequências muito desastrosas.

Os epidemiologistas coletaram dados de todos os 50 estados sobre patologias sociais: embriaguez, ignorância, criminalidade, vício. Descobriu-se que a relação dessas patologias com o nível de salários é de 1: 1, ou seja, onde há mais desigualdade, há mais patologias. Mas as autoridades praticamente não fazem nada sobre isso.

Fonte: Pravda

 

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!