Ataque de foguete contra base militar dos EUA no Iraque deixa vítimas

base militar
A cena em que um dos foguetes disparados foi atingido no bairro de Bahtiyari em Erbil, Iraque, na segunda-feira. Foto: Yunus Keles / Agência Anadolu via Getty Images

O secretário de Estado, Antony Blinken, disse estar “indignado” com um ataque de foguete contra uma base militar liderada pelos EUA no norte do Iraque, que matou um empreiteiro e feriu seis outros – incluindo um militar americano na segunda-feira (15).

Embora não esteja claro quem executou o ataque à normalmente pacífica cidade curda de Erbil, ele ocorreu em meio ao aumento de tensões sobre a ameaça de milícias apoiadas pelo Irã contra alvos dos EUA no Iraque, de acordo com o New York Times .

As milícias já foram acusadas de ataques anteriores no Iraque.

Três foguetes foram lançados contra o aeroporto de Erbil, no norte do Iraque, e um deles atingiu um complexo militar onde se encontram soldados da coalizão liderada pelos Estados Unidos. Os outros dois foguetes caíram em áreas residenciais localizadas perto do aeroporto.

Blinken disse que os relatórios iniciais “indicam que os ataques mataram um contratante civil e feriram membros da Coalizão, incluindo um militar americano”.

Ele disse que havia entrado em contato com o primeiro-ministro do governo regional do Curdistão, Masrour Barzani, “para discutir o incidente e prometer nosso apoio a todos os esforços para investigar e responsabilizar os responsáveis”.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − dois =