Barbárie: Homem negro é espancado até a morte por seguranças do Carrefour

Vídeo mostra homem negro gritando enquanto é espancado por dois seguranças brancos do Carrefour em Porto Alegre. Socorristas ainda tentaram salvar Beto, mas ele morreu na véspera do Dia da Consciência Negra

carrefour

Um homem negro foi espancado e morto por dois seguranças brancos em uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite de quarta-feira, 19. A vítima, João Alberto Silveira Freitas, conhecido como Beto, tinha 40 anos. A Polícia Civil do Estado investiga o crime.

De acordo com o delegado Leandro Bodoia, plantonista da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, teria havido um desentendimento entre a vítima e os seguranças. Bodoia afirma ainda que nenhuma arma foi usada no crime.

Os funcionários do supermercado, então, desferiram vários golpes em João Alberto. Uma ambulância do Samu foi ao local e tentou reanimá-lo, mas ele não resistiu. Os agressores foram presos em flagrante.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a vítima gritando enquanto recebe socos no rosto. Ao fundo, uma pessoa grita “vamos chamar a Brigada (Militar)”. Uma mulher vestindo uma camisa branca e um crachá aparece ao lado dos agressores e parece estar filmando a ação.

Beto morreu às vésperas do Dia da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira (20) em referência à morte de Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, localizado entre Alagoas e Pernambuco.

“Ainda nas primeiras horas dessa data, estamos falando sobre mais um episódio brutal de racismo e de novo no Carrefour. De 20 de novembro a 20 de novembro e todos os dias, a estrutura racista deste país nos trás brutalidade como regra”, reagiu Raull Santiago, ativista e fundado da Agência Brecha.

O Carrefour, por meio de sua assessoria de imprensa, definiu a morte como brutal e anunciou que romperá o contrato com a empresa responsável pelos seguranças. Informou também que vai demitir o funcionário responsável pela loja na hora do ocorrido.

“O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso”, diz nota divulgada pelo supermercado. “Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário”.

Veja o vídeo:

Fonte: Pragmatismo Político

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =