Coronavírus enterra na Inglaterra legado da era Thatcher: privatização da saúde está sendo revertida

Thatcher está morta. Reprodução

Por Charles Nisz

Via DCM – Em medida inédita na Inglaterra, o primeiro ministro Boris Johnson anunciou neste sábado (21) que o National Health System (equivalente inglês do SUS) nacionalizará temporariamente 20 mil hospitais, clínicas e outros estabelecimentos médicos para lutar contra o avanço do coronavírus na terra da rainha.

O setor privado de saúde na Inglaterra irá realocar todos os recursos e disponibilizar 8000 leitos e 1200 ventiladores mecânicos – o equipamento é crucial para manter vivos os pacientes afetados pelo Covid-19 em estado grave. O regime de atendimento especial desses estabelecimentos vigora a partir do dia 23 de março, noticia Andrew Gregory, editor de saúde do Sunday Times, em seu Twitter.

Nesse acordo, as empresas de saúde serão reembolsadas em todos os custos médicos e hospitalares. Em contrapartida, elas não obterão lucro com o acordo e o governo inglês irá fazer contabilidade aberta desses custos. Auditores externos serão convidados a verificar o uso dos recursos públicos.

Segundo as informações preliminares, o acordo prevê a utilização de 2500 leitos em 54 estabelecimentos da Circle Health e BMI Healthcare, dois dos planos de saúde privados da Inglaterra.

Até agora, a Inglaterra contabiliza 223 mortos pelo Covid-19, 53 a mais que ontem (20). O número total de casos subiu para 5018, um aumento de 26% contra os 3983 casos verificados na sexta-feira. O ritmo é metade do verificado em países como a Itália e a Espanha, onde a epidemia do coronavírus está mais acelerada.

Essa crise de saúde em nível global fez a opinião pública perceber a importância do Estado em contraposição ao mercado. Pode ser o início de uma reorganização produtiva da sociedade e o fim do endeusamento ao neoliberalismo.

Algumas décadas atrás, a medicina na Inglaterra era totalmente pública. Isso mudou a partir de governo de Margareth Tatcher, a mãe do neoliberalismo.

O coronavírus está mostrando que os defensores do Estado mínimo podem ter enriquecido, mas empobreceram a maioria e colocaram a vidas em risco.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 3 =