Coronavírus: Os EUA será a China amanhã

Brincando a beira do precipício. Reprodução

Publicado em 22/03

Os Estados Unidos estão a passos acelerados de ultrapassar a China em números de infectados. E isso não é um equivoco e nem alarmismo, é fato. Há seis dias atrás havia 3700 infectados com 69 mortes. Hoje (22/03) os EUA já são o terceiro país em número de infectados, são 26747 pessoas com 340 vítimas fatais. A Itália segue seu drama em segundo lugar com 53758  infectados e 4825 vítimas fatais.

A China com 81348 casos confirmados e 3635 vítimas fatais conseguiu conter a onda de contaminações com medidas drásticas, que nenhum governo ditos neoliberais teriam ou tem coragem de faze-lo.

Na Europa, governos neoliberais fracos e sem ação, hesitaram em tomar medidas necessárias para conter a pandemia, para não prejudicar o “mercado”. O governo Italiano, temendo prejudicar a indústria do turismo, demorou tomar as medidas necessárias, e o que ocorre agora é o colapso de todo o sistema de saúde e a própria economia.

Ainda na Itália, as autoridades locais recorrem ao exército para levar os corpos para serem cremados em um verdadeiro comboio tétrico. Um verdadeiro caos!

Hoje no mundo já são 307280 casos confirmados de contágio por coronavírus e 13040 vítimas fatais.

Já escrevi diversas vezes sobre o capitalismo neoliberal e a tragédia que esse sistema provoca em todo mundo, através destruição da capacidade produtiva das nações, dos sistema de segurança sociais e privatizações em massa que destroem empregos.

Ainda é tempo de as pessoas acordarem dessa letargia. Comunicadores de televisão, donos de empresas e palhaços travestidos políticos não possuem as mínimas condições de conduzirem nações. É preciso partidos políticos fortes com lideranças experimentadas e comprometidas com causas sociais. E isso a esquerda tem de sobra!

Os próximos dias irá mostrar o que dias atrás pouca gente imaginava e isso está vindo rápido e de forma exponencial.

As bravatas de Trump, ao minimizar a pandemia e as providências tardias estão refletindo agora, em avanços acelerados da pandemia. E nem um milagre terá a capacidade de salvar a sua reeleição!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + nove =