Coronavírus: novo ministro da Saúde “pretende” fazer testes em massa

sinistro da saúde
O sinistro da Saúde Nelson Teich

O novo sinistro (sic) da Saúde pretende realizar um plano ambicioso, ele quer fazer teste em massa na população para formular novas estratégias de combate à Covid-19. A expectativa de adquirir 46 milhões de testes por meio de compra direta, e também de doações. Anteriormente, a previsão era de 23 milhões de testes para diagnóstico do coronavírus.

Seria ótimo, mas, a realidade é totalmente adversa. Esses anúncios parecem mais uma justificativa na falta do que fazer, uma fakenews! Coisa que o governo Bolsonaro mais sabe fazer.

Se não vejamos, os EUA, o país de longe o mais atingido pela pandemia com 792 mil casos e 42.518 mortes até o momento (21/04) fez um pouco mais de quatro milhões de testes (4.027.367), ou seja, realizou 12.167 testes por milhão de habitante.

A Rússia é atualmente o segundo país que mais realizou testes, foram 2.142.604 testes, uma proporção de 14.682 testes por milhão de habitantes, enquanto o Brasil, com 40.814 casos de infecção e 2.588 mortes, fez até o momento 299.922 testes, ou seja, são 1.373 por milhão de habitantes.

Portanto, é uma meta irrealizável a curto prazo, apesar da emergência da situação, devido o aumento exponencial de casos confirmados.

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =