Mir 19 – Rússia testa vacina que pode criar imunidade celular com duração de 13 a 17 anos

Os ensaios clínicos devem começar em julho, segundo o chefe da Agência Federal Médico-Biológica

A Agência Federal Médico-Biológica (FMBA) da Rússia concluiu o primeiro estágio dos testes pré-clínicos de sua vacina contra o coronavírus, de acordo com um comunicado no site do governo de informações sobre o coronavírus.

“A fase de triagem dos ensaios pré-clínicos (imunogenicidade específica, imunidade humoral e celular T e segurança primária) acabou, assim como a pesquisa sobre a ligação de antígenos recombinantes com receptores naturais, a atividade de neutralização de vírus de anticorpos induzida por esses antígenos e vacina protótipos baseados em proteínas recombinantes “, diz a declaração.

A chefe da FMBA, Veronika Skvrotsova, disse antes que a agência planejava concluir os testes pré-clínicos de sua vacina contra o coronavírus no primeiro trimestre de 2021 e lançar os testes clínicos em julho. Segundo ela, os ensaios clínicos de fase um e dois serão realizados simultaneamente, conforme permitido pelos protocolos de ensaios de vacinas. Skvortsova disse que a imunidade celular criada pela vacina deveria durar de 13 a 17 anos.

Related Posts
Matando o bem-estar algoritmicamente
Inteligência artificial

ALGUMAS das mais proeminentes startups de IA, empresas tecnológicas, seus executivos, investigadores e engenheiros querem fazer-nos acreditar que a inteligência [...]

‘Doença X’: o mundo deve se preparar para uma nova pandemia que pode matar 20 vezes mais que o coronavírus
fotos

A Organização Mundial da Saúde usa o termo “Doença X” para se referir a uma infecção com potencial para causar [...]

Carbono azul: aquecimento dos oceanos ameaça plâncton e clima do planeta
fotos

Grande parte do ar que respiramos é produzido nos oceanos por criaturas que nem enxergamos. Um trabalho feito de forma [...]

Cientistas descobriram quanto tempo leva para o cérebro se recuperar após abstinência do álcool
fotos

As funções cerebrais prejudicadas em uma pessoa podem ser restauradas após uma abstinência prolongada de consumo de álcool

O buraco na camada de ozônio sobre a Antártida tornou-se o maior já registrado na história
fotos

Medições do satélite Copernicus Sentinel-5P mostram que sua área atingiu 26 milhões de km² – isto é 3 vezes maior [...]

Ciência: A humanidade moderna surgiu graças a 1.280 indivíduos
fotos

Poderá o destino dos oito bilhões de pessoas que vivem agora na Terra ter dependido da resiliência de apenas 1.280 [...]

Compartilhar:

Deixe um comentário

error: Content is protected !!