Rússia entregará remédios contra Covid 19 para América Latina

coronavírus
Reprodução

A Rússia fornecerá o medicamento Avifavir desenvolvido para pacientes que sofrem do novo coronavírus para Argentina, Bolívia, Equador, Uruguai, Paraguai, Honduras e El Salvador, anunciou o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF).

O acordo de vendas em sete países latino-americanos foi assinado entre a empresa Kromis, pertencente à RDIF e o grupo JimRar, criador do medicamento, e a empresa boliviana Sigma Corp SRL no dia 29 de julho. O documento prevê o fornecimento mínimo de 150 mil unidades do Avifavir, e o parceiro boliviano receberá a tecnologia para fabricar o medicamento.

Em 29 de maio, o Avifavir recebeu um certificado de registro do Ministério da Saúde da Rússia e se tornou o primeiro medicamento SARS-CoV-2 do mundo a conter o ingrediente ativo favipiravir. Atualmente o medicamento faz parte da lista oficial de diretrizes para prevenção, diagnóstico e tratamento da covid-19 no país.

Brasil

De acordo com a agência Tass, a empresa Kromis,  fornecerá mais de 300 mil pacotes de medicamento para Brasil até o final de 2021, segundo a agência de notícias Tass.

O que é Avifavir?

De acordo com as autoridades de saúde russas, o medicamento, que tem como base o antiviral favipiravir, ” demonstrou  alta eficiência” durante a primeira etapa dos testes clínicos. Nos primeiros quatro dias de tratamento, 65% dos 40 pacientes que tomaram Avifavir tiveram resultado negativo para COVID-19 e, no 10º dia, a porcentagem de pacientes com teste negativo aumentou para 90%.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − cinco =